Glossário CD Volume 1 – Bocaxins

Nome: Bocaxin ou Tarlatana

Descrição:  Tipos de entretela. A entretela é um pano geralmente engomado que se coloca entre o forro e a tecido numa parte da peça do vestuário para lhe dar consistência. É também um tipo de aviamento em tecido, material sintético ou fibra de papel, de várias espessuras e cores, podendo ter uma das faces adesiva. Utilizada entre duas partes de uma peça de tecido, tem a finalidade de manter armadura ou firmeza. Exemplos: golas, lapelas, punhos, cós, etc. Existe um tipo especial de entretela cujo material é adesivo nas duas faces, muito utilizado para golas e lapelas de paletós, ou para fazer bainhas rápidas.

Pasta Aparências LH: CD1.028

Glossário CD Volume 1 – Beca

Nome: Beca

Descrição:  Beca usada sobreposta à roupa. A partir do século XVI a beca era a única parte visível, como mostra a rainha da Espanha (Ana da Áustria – figura da esq.): ela está usando uma beca com a cintura marcada na altura do umbigo e com o decote totalmente fechado, mostrando os rufos acima da gola.

Código: Brancos de açúcar – Image031, Image027

 

Glossário CD Volume 1 – Barbatana

Nome: Barbatana

Descrição: Haste de material flexível útil para dar sustentação a partes de peças do vestuário. É também um tipo de aviamento usado em cintos, corpinhos, ou vestidos tomara-que-caia, aplicado nos recortes e laterais. Antigamente era utilizado nos espartilhos, o que lhes dava rigidez. A barbatana é uma lâmina flexível fabricada de material plástico ou metálico.

Código: Pasta Aparências LH: CD1.027

Glossário CD Volume 1 – Anquinhas


 

 

 

Nome: Anquinha

Descrição:  A anquinha é uma armação de arame utilizada para armar as saias das mulheres na altura dos quadris. Usava um enchimento que podia ser de cortiça, penas ou outro estofo e era preso às costas  na linha da cintura.

Pasta Aparências LH: CD1.026

Glossário CD Volume 1 – Anágua

Nome: Anágua

Descrição: Muito usada em outras épocas por baixo de vestidos, a anágua é uma espécie de saia que se usa sob o vestido ou outra saia. No século XIX, as anáguas eram geralmente feitas de linho, algodão, musseline ou outros tecidos e, no início do século XX, geralmente ficavam invisíveis sob o vestido.

Categoria: Vestuario

Pasta Aparências LH: CD1.025

 

 

The Dirty Truth On Mature

The Do’s and Cann’ts of Mature

Describe why you are not having sex today, and also what exactly you’d have to change to be able to get started. Sex is a shape or relaxation in which you forget your worries . Making love caused me tremendous amount of annoyance in the form of bullying. The longer you wish to have sex, well, you have the idea! Because when it’s to do with sexual activity the devil is from the data. Casual gender is a substantial portion of online adult websites.

In many fundamental terms, adults should act like adults and kids should act like kids. Additionally, it is common among adults to become more spontaneous and it’s really a enormous issue for adults as it could impact their relationship with various individuals. Be thankful you may decide to be a grownup. As a result, you will find several full grown adults that have the qualities of pneumonia, and wont get yourself a suitable diagnosis, as too often it’s looked at as a youth disease.

Adult toys can help you reach your target and cross the finish line together. Employing adult sextoys may be physically dangerous. Other Powered Sex Toys you can find a couple of adult sexual toys that use various methods to furnish mechanical stimulation.

Most men want to own the sort of orgasms Sally works out from the dinner, however they would want this to become real and also inside https://leggo.xyz/shemale/cat/mature/2/ their own bedroom. Meanwhile, a lot of men discover it is difficult sustaining their erections once they would enjoy, should it be due to age, medication or stress. Many men fear their partner might be faking an orgasm. Undoubtedly there are always a number of married men who should participate homosexual orgies, however I doubt they truly are definitely the main group among gay folks.

Ladies challenge the status quo because we’re not ever it. Considering that many women do not have a climax during sex, she may well not be fully happy about your normal penis length. The different woman has never been charged. Comparatively few women say that they enjoy orgasm as a standard adult action to your function of enjoying orgasm and stimulation. There isn’t anything wrong with all women simply because they don’t respond sexually as men do.

Ladies utilize fantasy because they have to increase their arousal levels from far lower base amount than men have a tendency to have at first of any intercourse (masturbation or gender ). Therefore women utilize dream during orgasm but no body suggests exactly what they should substitute during sex with somebody. Women who are conversant with orgasm from masturbation, do question an absence of climax during sex. Our girls are absolutely the most fascinating women you might ever meet. Girls are simply amazing and words are simply not sufficient to characterize them.

the Perfect Approach to Adult

Adult education is perfect for a much more focused response, providing a more in-depth comprehension of a particular subject issue. An adult student would be the culprit for ensuring the benefit this class is done, not the teacher. Ultimately, adult students are liable to their commitment to it class.

The Way to Locate Mature

Enable the staff know you’re thinking about starting a adult day care business and ask literature. Fortunately, direction of ADD in adults is not too late since there are still several things an adult can do so as to manage the signs. Determine where you’ll operate your own mature special needs day-care enterprise.

"Yes madame!"

Conta que em Lyon ocorreria uma amostra de moda, móveis e filmes ingleses. A moda inglesa era associada ao que havia de mais In, ligada ao estilo pop, op e aos Beatles… ”Então teve o sucesso da mini saia, um excesso de cores, flores por todos os lugares, cabelos flutuantes, cabelos geométricos, a rádio pirata, as coisas de ponta-cabeça, os pés no muro, o coração a rir… na rapidez dos jets e dos jerks, a plácida Albion (refer~encia à Inglaterra) se transformou na petulante pátria de Petula, dos Stones, de Mary Quant.”
Seguia mostrando modelos fotografados sobre um grande cartaz dos Beatles.

Elle, Paris, v. 1087 , p. 124 , 06 de outubro de 1966
218 |

217 | "Vive la jolie France!"

 

“A linda França, não é a você, linda francesa, que  vamos contar. Para ninguém, por sinal. A França não se conta: se canta, se experimenta, se dança, se aprende, se ama. Muito. Apaixonadamente. Loucamente. Nos EUA, muito fielmente (e reciprocamente) a partir das lojas Lafayette”.
No mês da matéria seria montado em Dallas uma feira de produtos franceses. De Alta Costura ao Pr~et-à-porter, vinhos e produtos regionais… Conta ainda que a editora da revista Elle, Hélène Gordon-Lazareff, ganhou um prêmio Marcus 66 porque é: “a pessoa que tem mais influência em tudo que as mulheres usam na Europa e agora na América”.
Elle, Paris, v. 1085 , p. 136 , 22 de setembro de 1966

216 | "Les jeunes filles sont-elles les reines d'aujourd'hui?"

Jacques Serguine, autor de livros para jovens de 15-20 anos, entrevista 3 moças de 22 e 21 anos, solteiras para saber o que diferencia uma moça de 1956 de outra de 1966. A resposta seria que em 1966 se teria mais liberdade e o objetivo de encontrar um marido era de pouca importância. Em 1956 os jovens andavam em bandos, não eram um grupo e já em 1966 o que mais importavam era o prazer da amizade, as férias para o descanso em qualquer parte. Em 1966, as jovens têm direito à amizade e ao prazer em si e à liberdade. Para falar de férias, elas podem certamente gozar disso como só os garotos o poderiam antigamente. É constatado que existem programas de tv, rádio, imprensa e moda especifica para jovens.
“Há apenas dez anos, as meninas ainda se esforçavam para parecerem mulheres. Atualmente são as mulheres que gostariam de se parecer com as garotas. Causa inicial desta troca: um movimento demográfico, que de repente somou os nascimentos, e a influência americana (…)”.
Considera a sociedade norte-americana como o paradigma a ser imitada, com muitos direitos aos jovens e que em 1966 estes trabalhavam de forma mais sistemática e desejavam o sucesso profissional como só os homens desejariam.  “O trabalho era só um meio, agora virou um objetivo em si.”
As opiniões divergiam, mas a tônica seria que o acesso à educação universitária teria dado essa maior consciência de si, enquanto por outro lado, a saída para o trabalho mais cedo e com maiores salários teria fornecido as condições a maior independência da família e isto teria gerado grandes conflitos, mas a responsablidade de cada um sobre si seria a maior caracterisitica. Umas das jovens entrevistadas tinha tido a decisão de ter um filho solteira, mesmo que o pai da criança e sua familia não fossem de acordo – isso mostrava que tanto as condições de vida como a consciência de seu papel social teriam mudado nos últimos 10 anos, além disso, mudou a relação entre os sexos. É cogitada a separação entre sexo e amor, entre experiências sexuais e casamento. Mesmo admitidas as experiências sexuais antes do casamento, continuava o ideal de encontrar um homem e casar-se com ele para toda a vida. É afirmado que a maior parte das jovens não se casava virgem e mesmo em 1956 já era assim, porém o 1o, parceiro era também o futuro marido. Tanto as responsabilidades das jovens aumentaram como o gozo de sua liberdade sexual, enquanto a liberdade dos jovens regrediram. Conclui: ”A sociedade de hoje é a sociedade dos jovens, hoje em dia as meninas são rainhas, é hora de suas férias, é hora de seu verão. Eu pergunto: quanto tempo dura este verão?”

Elle, Paris, v. 1083 , p. 42 , 22 de setembro de 1966

215 | "A vous pour 26 modeles p a p 67"

 

28 de outubro. Revolução em NY: o baile “Abril em Paris” deste ano, não será aberto com o tradicional desfile da Alta Costura francesa. O Prêt-à-porter francês, com a insolência que o caracteriza, tomou esta honra. Eles estarão em quatro – Christiane Bailly, Emmanuelle Khanh, Michèle Rosier e Paco Rabanne – quatro que em quatro anos transformaram esse ex-medíocre parente pobre, o Prêt-à-porter, em senhor. Em 1966, o Prêt-à-porter é um tigre no motor da moda. Os tubinhos de jersey de Christiane Bailly, os vestidos bandeira de Emmanuelle Khanh, o Vinyl sideral de Michele Rosier, os acessórios em placas de  plástico rígido de Paco Rabanne, as botas, os capacetes, as correntes gigantes, as cores luminescentes, todas estas idéias que desceram da vida,  da rua, (e que subiram as vezes aos ateliês da Alta Costura), nós devemos a esses quatro pioneiros. Alguns jovens criadores, cheios de talento, caminham sobre o caminho apaixonante que estes quatro abriram. (…). O Prêt-à-porter não dinamitou a Alta Costura, ele a dinamisou. Nova Iorque o aplaude, nós também.

Elle, Paris, v. 1081 , p. 70 , 08 de setembro de 1966